Skip to main content

/node/18

Anatomia Patológica

Centro de Anatomia Patológica

Padrão de qualidade em constante evolução para potencializar seu negócio

Anatomia Patológica é a especialidade médica que, por meio da avaliação macro e microscópica de células e tecidos, desenvolve diagnósticos para o tratamento de diversas doenças - inclusive o câncer.

 

Os serviços de Patologia possuem, em geral, três grandes divisões funcionais:

 

1. Patologia Cirúrgica (histopatologia)

Área que analisa os aspectos morfológicos das enfermidades em amostras de tecido ou órgãos humanos. O material é retirado do corpo, preservado em solução de formaldeído e encaminhado para análise.

Exames: Anátomo Patológico com Coloração GIEMSA, Anátomo Patológico de Peça Cirúrgica Complexa Pequena, Anátomo Patológico de Peça Cirúrgica Pequena até 10cm, Anátomo Patológico Simples, Imuno-histoquímico Painel Neoplasia, Imuno-histoquímico Painel Neoplasia de Mama e Reação Imuno-histoquímica.

 

2. Colpocitologia (exame preventivo ou Papanicolaou)

Forma mais eficaz de diagnóstico precoce de lesões precursoras do câncer de colo do útero. É recomendado que seja feito uma vez ao ano em mulheres, sexualmente ativas ou não. Em consulta, o ginecologista coleta células do colo do útero para a análise futura.

Exames: Papanicolaou Citopatológico e Citologia em Meio Líquido.

 

3. Citologia Geral ou Oncótica

O diagnóstico de doenças pela análise das células individuais e pequenos grupos de células é denominado citologia. Em comparação com a Patologia Cirúrgica, uma amostra de citologia é geralmente mais fácil de se obter, menos desconfortável para o paciente e menos provável de apresentar complicações.

Exames: Citologia Oncótica de Líquidos, Citologia Oncótica para Mama e Citologia Oncótica para Tireóide.

 

Principais Serviços e Prazos de Entrega

Principais Exames

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Integrando as áreas de Macroscopia e Histopatologia, Citopatologia, exames pré-operatórios e técnicas complementares de diagnóstico, a qualidade do laudo anatomopatológico depende da boa execução de três fases:

 

Pré-analítica

Tem início antes da chegada do material ao laboratório. Identificação correta da amostra, preenchimento correto da requisição, coleta e processamento (ex: fixação) adequados do material são itens fundamentais desta fase. Por esta razão, o Alvaro Apoio disponibiliza o Manual de Anatomia Patológica, contendo informações dos exames oferecidos e dos cuidados necessários para a correta obtenção e preservação do material a ser examinado.

 

Analítica

Nesta segunda fase, é realizada a análise do material coletado. São diversos os processos envolvidos na dependência do método analítico utilizado, envolvimento de pessoas e, sobretudo, o emprego de métodos de controle para garantia de resultados corretos.

 

Pós-Analítica

Após a coleta do material e a análise dos dados, o laudo anatomopatológico passa pela última etapa. Nela, há envio e interpretação dos resultados e, consequentemente, o diagnóstico e tratamento.

 

Corpo clínico altamente qualificado e tecnologia de ponta

O Alvaro Apoio conta com o maior e mais avançado Centro de Anatomia Patológica do país. Com seu pioneirismo, vem investindo na infraestrutura necessária para que área de Oncologia ofereça o que há de mais moderno e inovador ao paciente.

A digitalização de 100% dos exames de Anatomia Patológica segue a linha desta evolução. Com a nova tecnologia Philips, o IntelliSite Pathology Solution, o exame de lâminas passa por um sistema automatizado de criação, gestão e análise de imagens. O equipamento é composto por:

Scanner ultrarrápido de lâminas
• T
écnicas de gestão e projeção de imagens

• Ferramentas de software avançadas

 

O sistema é mais eficaz no diagnóstico e partilha de informações.

Os casos poderão ser discutidos em tempo real com qualquer um dos especialistas na área em questão através do compartilhamento de tela, o que se traduz em mais qualidade e agilidade na liberação do laudo. Evita, por exemplo, o envio de lâminas e blocos de parafinas para especialistas nacionais e internacionais avaliarem casos mais complexos, tendo que aguardar alguns dias ou semanas para ter o diagnóstico - elimina a chance de extravio do material biológico e o alto custo de remessa de material para o exterior.

O escaneamento das lâminas que trazem as informações das amostras de tecidos possibilita a formação de uma biblioteca digital. A cada exame analisado, maior será a precisão do diagnóstico, pois o sistema se alimentará de mais dados que, ao serem cruzados de acordo com seus algoritmos, ampliará a eficácia da inteligência artificial da tecnologia.

Junto com outra tecnologia de ponta, o equipamento Apério, que também escaneia as lâminas das amostras, o Alvaro Apoio amplia sua capacidade de realização de estudos de casos complexos intersites.

 

Excelência em Medicina Diagnóstica

O Alvaro Apoio possui também uma plataforma tecnológica inovadora no rastreio do câncer do colo uterino, o Thin Prep Imager Duo, que realiza o escaneamento automático das lâminas de Colpocitologia Oncótica.

A nova tecnologia integra a microscopia óptica comum a sofisticados softwares de varredura, selecionando campos de interesse na lâmina que compreendem potenciais células relacionadas a lesões. Ao microscópio, o patologista inicia a análise a partir destes pontos predeterminados, permitindo assim a elaboração de um laudo ainda mais acurado.

 

Quando comparada à avaliação manual, a Citologia em meio líquido apresenta:

. Aumento na detecção de lesão intraepitelial escamosa de baixo e alto grau

. Redução de amostras falso-negativas em 50%*

. Diminuição de amostras insatisfatórias em 67%*

. Menor presença de ASCUS em 15%*

 

Os mais modernos equipamentos, compartilhamento de informação, agilidade nos resultados e laudos de confiança para o seu laboratório.

Quer saber mais? Entre em contato com a nossa equipe de vendas.

 

 

 

*Referências Bibliográficas:

1) Miller FS. Nagel LE, Kenny-Moynihan MB. Implementation of the ThinPrep Imaging System in a high volume metropolitan laboratory. Diag Cytopath. 2007; 35: 213-7.

2) The Imager clinical trial results showed a statistically significant increase in ASCUS+sensitivity of 6.4% [95% CI: 2.6-10.0] a statistically significant increase in HSIL+ specificity of 0.2% [95% CI: 0.06-0.4] and a reduction in false negative fraction of 39% (based on ASCUS + sensitivity). The unsatisfactory rate was not evaluated for statistical significance, but a decrease was observed. Dados obtidos do site da HOLOGIC®: http://www.thinprep.com/hcp/imaging_system/benefits_ dual_review.html consultado em 25.03.2015

3) Lozano R. Comparison of computer-assisted and manual screening of cervical cytology. Gynecol Oncol. 2007;104;134-8.

4) Dziura B. Quinn S. Richard K. Performance of an imaging system vs. manual screening in detection of squamous intraepithelial lesions of the uterine cervix. Acta Cytol. 2006;50:309-11.